Mais dois marchadores russos são suspensos por doping

Mais dois atletas da marcha atlética foram suspensos por doping na Rússia. Andrey Ruzavin e Nina Okhotnikova foram punidos nesta terça-feira pela federação russa de atletismo por conta de "níveis anormais" de sangue no passaporte biológico da dupla.

Estadão Conteúdo

17 Março 2015 | 14h45

Medalhista de bronze no Mundial da modalidade, no ano passado, Ruzavin sofreu a maior punição: suspensão de dois anos e meio. Além disso, o atleta de 28 anos perdeu os resultados obtidos entre dezembro de 2011 e fevereiro de 2012 e entre setembro e novembro de 2013. Nina Okhotnikova foi suspensa por dois anos.

Estes casos de doping se somam a outros da marcha atlética, divulgados em janeiro deste ano, pela federação russa de atletismo. Os primeiros a serem punidos foram os campeões olímpicos Olga Kaniskina, Valery Borchin e Sergei Kirdyapkin, além do campeão mundial Sergei Bakulin e do medalhista de prata Vladimir Kanaykin.

Mais de duas dúzias de marchadores da Rússia foram suspensos por doping na última década. Muitos deles, como o próprio Ruzavin, tinham como técnico Viktor Chegin.

Mais conteúdo sobre:
atletismo marcha atlética Rússia doping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.