Mais um ano para esquecer

A Honda superou o péssimo desempenho de 2007 apenas em número de pontos. Fora este detalhe, a realidade da equipe japonesa continua tão ruim como na temporada anterior.Com um carro bastante fraco, o time soube ao menos se beneficiar das provas marcadas por imprevistos, como a da Inglaterra, que rendeu um inesperado 3º lugar a Rubens Barrichello. Em situações normais, a disputa pelos últimos lugares foi o que restou ao elenco chefiado por Ross Brawn, que ainda não definiu sua dupla de titulares para 2009.POUCO A FAZEREm mais um ano de martírio, Button pouco fez no campeonato - sua melhor marca foi o 6º lugar na Espanha. Apesar disso, sua permanência na equipe é quase certa. A única incerteza é de quando o inglês voltará a dispor de um carro capaz de lutar pelas primeiras posições. VOLTA AO PÓDIOA conquista de um pódio e a quebra do recorde de GPs disputados, que pertencia a Riccardo Patrese, foram as maiores proezas de Barrichello em 2008, ano em que voltou a marcar pontos (11), depois de não ter feito nenhum em 2007. Resta saber se isso será suficiente para mantê-lo na F1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.