Miguel Gutierrez / AP
Miguel Gutierrez / AP

Mal no Brasileiro, Vasco busca avançar na Sul-Americana para afastar a crise

Cruzmaltino enfrenta o Defensa y Justicia em São Januário e precisa de um empate sem gols para se classificar

Redação, Estadao Conteudo

03 de dezembro de 2020 | 07h47

Depois de perder para o Ceará na última segunda-feira e seguir na zona de rebaixamento do Brasileirão, o Vasco "vira a chave" e foca na classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Depois de empatar o duelo de ida na Argentina por 1 a 1, o time carioca recebe o Defensa y Justicia, no estádio de São Januário, nesta quinta-feira, às 21h30, para a disputa do confronto de volta das oitavas de final.

Por ter marcado fora de casa, que é um dos critérios de desempate, um empate sem gols classifica o Vasco. Um novo 1 a 1 leva a disputa da vaga para os pênaltis, e empates com dois gols ou mais marcados por cada equipe classifica os argentinos. Além disso, as equipes também jogam pela vitória para avançarem.

Caso avance para as quartas de final, o Vasco terá um duelo brasileiro pela frente. Isso porque, o Bahia está garantido na sequência do mata-mata, depois de segurar o empate sem gols fora de casa e vencer o jogo de ida por 1 a 0, na Fonte Nova, diante do argentino Unión. As duas equipes são as únicas brasileiras ainda vivas dentro da competição.

Para o duelo, o Vasco terá a volta de algumas peças após se recuperarem do coronavírus. Por outro lado, haverá uma baixa importante, pois o atacante Cano testou positivo para covid-19 antes da partida contra o Ceará no começo de semana e segue em isolamento, assim como o zagueiro Jadson. Com isso, ambos são desfalques certos.

Já os retornos começam no banco de reservas, afinal, após se recuperar da doença e cumprir o período de isolamento, o técnico Ricardo Sá Pinto volta a ficar à beira do gramado. Também retornam o goleiro Fernando Miguel, o zagueiro Werley e o atacante Talles Magno, todos liberados após se recuperarem da covid-19.

Do outro lado, assim como acontece no jogo de ida, o técnico Hernán Crespo poupou os principais jogadores do Defensa y Justicia no compromisso anterior, pela Copa Argentina. Com isso, a tendência é que o ex-jogador e atual comandante comece a partida com uma formação bem parecida com o duelo de ida. Com destaque para o atacante Braian Romero, autor do gol de empate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.