Mal no Paraguaio, Cerro ''joga vida'' em Assunção

ASSUNÇÃO

, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2011 | 00h00

A Taça Libertadores virou a tábua de salvação do Cerro Porteño no primeiro semestre de 2011. A equipe azul-grená já não tem mais chances de se tornar campeã do Torneio Apertura do Campeonato Paraguaio: possui apenas 15 pontos diante dos 27 do líder Olímpia. Pior: vem de quatro derrotas consecutivas na competição nacional, a última diante do Tacuary, por 2 a 1, no fim de semana.

Na competição continental, no entanto, uma vitória por qualquer resultado sela a classificação para as oitavas de final, feito que o tradicional time paraguaio não consegue desde 2005, quando foi eliminado pelo Atlético-PR logo no primeiro confronto mata-mata.

O técnico Leonardo Astrada já havia desistido do Campeonato Nacional para se dedicar exclusivamente à Libertadores. Tanto que havia poupado todos os titulares na derrota para o Tacuary, pensando no confronto decisivo com o Santos.

Na percepção do treinador, brasileiros e paraguaios disputam a segunda vaga do Grupo 5, porque o Colo Colo, mesmo em segundo na chave (tem 9 pontos contra 8 do Cerro), após a partida de hoje, decide tudo em casa na próxima semana. O time de Astrada pretende chegar ao Chile já classificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.