Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Málaga, em crise, se aproxima da vaga inédita

Apesar dos problemas econômicos internos, equipe espanhola joga bem e vence em casa o grego Panathinaikos

O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2012 | 03h09

O Málaga venceu o Panathinaikos por 2 a 0, no Estádio Rosaleda, na partida de ida da última eliminatória da Copa dos Campeões e deu um passo importante para disputar a fase de grupos do torneio pela primeira vez em sua história. Na partida de volta, terça-feira, os espanhóis podem perder por até um gol.

Apesar dos graves problemas econômicos que marcaram a pré-temporada - o xeque Abdullah Al-Thani decidiu interromper os investimentos no futebol -, o Málaga fez uma grande partida e envolveu completamente a equipe grega. O técnico Manuel Pellegrini apostou no jovem camaronês Fabrice Olinga, que foi responsável pelas principais jogadas de ataque.

Os gols foram marcados no primeiro tempo, após jogadas bem tramadas dentro da área do rival. Demichelis e Eliseu definiram o placar. "Fizemos uma boa partida e conseguimos impor nosso jogo. Precisamos manter o ritmo no jogo de volta", disse Pellegrini prevendo dificuldades no caldeirão grego.

Em Portugal, Braga e Udinese empataram por 1 a 1. O destaque da partida foi o zagueiro brasileiro Ismaily Santos, que acertou um belo chute, de muito longe, no ângulo do goleiro, empatando a partida - Basta havia marcado para os italianos. O time português foi melhor, mas desperdiçou várias oportunidades. "O resultado foi aquele que esperávamos, mas temos condições de passar a eliminatória", disse o técnico José Peseiro, do Braga.

Nos outros jogos da rodada, destaque para a vitória do Dínamo Zagreb sobre o Maribor, da Alemanha, por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.