AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Maldini recusa proposta para ser diretor técnico do Milan

Jogador que se aposentou em 2009 alega insatisfação com a hierarquia da direção

Estadão Conteúdo

11 Outubro 2016 | 16h11

Um dos maiores jogadores da história do Milan, o ex-zagueiro Paolo Maldini rejeitou nesta terça-feira proposta para se tornar diretor técnico do clube italiano. O jogador aposentado em 2009 alegou insatisfação com a hierarquia da direção, que o colocaria em pé de igualdade com outro dirigente, o que poderia gerar divergências nas decisões do clube.

"De acordo com o organograma que me foi apresentado, eu deveria compartilhar cada projeto, compra ou venda de jogador com meu colega diretor esportivo. E, ao perguntar sobre o que aconteceria em caso de divergência entre nós dois, o senhor Fassone [novo CEO do Milan, Marco Fassone] deveria ter a decisão final. Eu não acho que essa seja uma boa premissa para formar um time campeão", declarou Maldini.

O ex-jogador atacou a administração recente do clube, que vem sofrendo até nas competições nacionais. "Nas últimas temporadas, o Milan teve dois CEOs e funções que se sobrepõem. Isso deveria ensinar algumas lições", criticou Maldini, citando as fracas atuações do time italiano.

Maldini também rebateu críticas que vêm sofrendo desde anunciar a recusa oficial do cargo. E disse que sua decisão não tem relação com pedido salarial. "Nunca fiz nenhuma demanda financeira. Na primeira reunião que tivemos, disse que a definição da minha função era algo fundamental para uma possível colaboração. Como eu posso quantificar um pedido salarial quando eu nem sei quais serão as minhas responsabilidades?", disse o ex-zagueiro.

"Eu não posso [aceitar] isso. Eu tenho que respeitar os meus valores, que me acompanharam durante toda a minha vida. Preciso respeitar os meus fãs, que se identificaram comigo por tantos anos, na minha paixão, vontade e seriedade. Preciso respeitar o Milan e a mim mesmo", declarou Maldini.

O ex-defensor tem forte identificação com o clube de Milão. Seu pai, Cesare Maldini, foi campeão nacional e europeu tanto como jogador quanto como técnico da equipe. Paolo começou no clube ainda na base e jogou a vida inteira no time, faturando nada menos que cinco títulos da Liga dos Campeões e sete do Campeonato Italiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.