Manchester ganha mais uma e fica sozinho na ponta

Com a vitória por 3 a 1 sobre o Chelsea, o time de Rooney tem agora 15 pontos, dois à frente do Manchester City

, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2011 | 00h00

LONDRES

Por enquanto, ninguém segura o Manchester United na Inglaterra. O time comandado pelo escocês Alex Ferguson venceu o Chelsea por 3 a 1, em clássico movimentado ontem no Old Trafford. A quinta vitória em cinco jogos manteve o time na liderança, agora isolada, com 15 pontos, porque o "coirmão" Manchester City ficou no empate com o Fulham por 2 a 2.

O atacante português Nani fez de tudo para tornar seu centésimo jogo na divisão de elite um evento memorável. Ele fez um gol e foi decisivo em outro na vitória que por pouco não aconteceu por goleada. O Manchester perdeu muitos gols, incluindo um de pênalti: Rooney, autor de um dos gols, foi protagonista de uma jogada ridícula na cobrança. Ele escorregou, e o chute saiu torto, longe do gol.

Mas do outro lado, o atacante espanhol Fernando Torres, que marcou o gol do Chelsea, também fez besteira: lançado, ele driblou o goleiro De Gea, ficou com o gol vazio, mas bateu para fora.

Esta arrancada vitoriosa do Manchester é a melhor em início de temporada desde 1985, um ano antes de Ferguson assumir o cargo. "Estamos enfrentando os times mais difíceis no começo, mas eles teriam mesmo de ser nossos adversários uma hora ou outra", disse o treinador.

Nani porém foi o personagem do jogo. Depois de Smalling, de cabeça, ter feito o primeiro gol, Nani ampliou com um belo chute de fora da área e criou a jogada do gol de Rooney, além de sofrer o pênalti desperdiçado pelo artilheiro do campeonato (nove gols).

Também ontem, em Londres, o Tottenham goleou o Liverpool por 4 a 0, gols de Adebayor (2), Modric e Defoe. Também por 4 a 0 o Sunderland bateu o Stoke City, gols de Bramble, Woodgate (contra), Gardner e Larsson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.