Manchester humilha o Arsenal: 8 a 2

Rooney, autor de três gols, leva time à maior goleada da história do clássico e aumenta [br]pressão sobre Wenger

, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2011 | 00h00

MANCHESTER

O Manchester United massacrou o Arsenal com uma goleada por 8 a 2, ontem no Old Trafford. Esse foi o placar mais elástico na história do clássico e colocou o United na liderança do Campeonato Inglês, com os mesmos 100% de aproveitamento do Manchester City nas três primeiras rodadas, mas com vantagem no saldo de gols (10 contra 9).

O atacante Rooney foi o nome do jogo, não só pelos três gols que fez de bola parada (duas belas cobranças de falta e um de pênalti), mas por liderar a equipe durante toda a partida. Também Ashley Young se destacou com dois golaços marcados em belos chutes de fora da área. Welbeck, Nani e Park completaram a goleada.

O goleiro De Gea se recuperou das falhas nos primeiros jogos e defendeu um pênalti cobrando por Van Persie quando o jogo estava 1 a 0. O brasileiro Anderson também fez boa partida, mostrando que é um volante que marca e também sai para o jogo.

O placar escandaloso retrata muito bem o abismo que se abriu entre as duas equipes nos últimos anos. Em treze partidas disputadas entre os dois clubes, o United venceu 10, marcando 32 gols e sofrendo 11.

Com um único ponto conquistado em três jogos, esse é o pior início de temporada do Arsenal desde 2006/2007. Capenga após a saída de Fábregas e Nasri, o time se mostrou ontem inoperante no ataque e com uma defesa ingênua. Os torcedores já colocam em dúvida o trabalho do técnico Arsène Wenger, há quinze anos à frente do time.

Apesar disso, o comandante dos Gunners tentou manter a calma. "Nós sofremos fisicamente no segundo tempo. O Manchester United tem muita categoria e nos puniu. Acabamos nos abrindo, e eles não perdoaram," analisou o treinador francês na entrevista coletiva depois da partida.

Outro massacre. O placar histórico conseguido pelo Manchester United foi tão fantástico que chegou até a ofuscar um pouco outro resultado igualmente notável: a goleada do Manchester City sobre o Tottenham por 5 a 1, em Londres.

O destaque do jogo foi o atacante bósnio Edin Dzeko (autor de quatro gols), que ajudou sua equipe a dominar o adversário. O City chegou à sua terceira vitória, enquanto o Tottenham ainda não pontuou.

Os quatro gols marcados levaram Dzeko ao primeiro lugar da tabela de artilheiros do Campeonato Inglês, com 6 gols, um a mais que Rooney.

Nos outros jogos que completaram a rodada, o Newcastle venceu o Fulham por 2 a 1 e o Stoke City bateu o West Bromwich por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.