Manning comanda Colts no título do Super Bowl XLI

Liderados pelo quarterback Peyton Manning, o Indianápolis Colts conquistou o Super Bowl - a final da liga norte-americana de futebol americano (NFL) - ao vencer o Chicago Bears por 29 a 17, em partida disputada no Dolphin Stadium, em Miami, na noite deste domingo. O título é o segundo na história do Colts, que venceu a 5.ª edição do Super Bowl, em 1971, quando sua sede era em Baltimore. Com o triunfo, a equipe de Indianápolis se tornou a 11.ª franquia a ganhar pelo menos dois campeonatos. Manning foi escolhido o Jogador Mais Valioso (MVP) da partida. Ele completou 25 de 38 passes, conquistou seu primeiro título em nove anos como profissional e liderou a equipe de Indianápolis em uma vitória histórica. "Superamos todas as adversidades e no final conquistamos um prêmio que nos enche de satisfação, porque já somos uma equipe campeã", disse Manning, após a partida. Depois de nove anos sendo criticado por não conseguir conquistar uma vitória importante em sua carreira, o quarterback do Indianápolis escreveu definitivamente seu nome na história do futebol americano. Outro personagem da grande final que entrou para a história da modalidade foi o técnico Tony Dungy, que se tornou o primeiro treinador negro e o 24.º no total a conquistar um Super Bowl. Ele já havia vencido um, mas como jogador do Pittsburgh Steelers, em 1979. Em uma partida marcada pela chuva que castigou a cidade de Miami, quem começou melhor foi o Chicago Bears, que por ter seu jogo calcado em sua forte defesa, levou certa vantagem com o clima.Porém, já a partir do segundo quarto, a estrela de Manning brilhou e, junto com uma inesperada boa atuação de sua defesa, o Indianapolis Colts dominou a partida e não teve maiores dificuldades para levar o título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.