AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Mano aponta Cruzeiro com 'grandeza de campeão' na vitória sobre o Corinthians

Satisfeito com a classificação do Cruzeiro para as semifinais da Copa do Brasil, o técnico Mano Menezes apontou que o seu time teve "grandeza de campeão" na vitória por 4 a 2 sobre o Corinthians, na noite de quarta-feira, no Mineirão. O treinador fez elogios ao elenco, destacando que jogadores que começaram o duelo no banco de reservas foram decisivos para o triunfo, e apontou que o time vem construindo uma consciência tática nos últimos compromissos.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

20 Outubro 2016 | 09h49

"Nossa equipe tem funções definidas. Se um jogador entrar pela esquerda, ele já sabe exatamente o que tem que se fazer. Isso já está claro para todos eles. Lógico que fazemos pequenos ajustes para um jogo, mas faz parte. O mais importante é que um elenco de qualidade como o nosso tenha grandeza de campeão. Não dá para ser campeão com 11 jogadores, precisamos de um grupo de qualidade. São jogos duríssimos, em que tem que se ter três alterações sempre na mão para mudar a característica de uma partida. Temos que ter a grandeza de campeão, se quisermos conquistar a Copa do Brasil. E hoje nosso time teve isso. Quando isso acontece, é sinal que as coisas estão no rumo certo", disse.

Mano ressaltou que Cruzeiro e Corinthians fizeram um grande jogo, de predomínio de cada time em momentos diferentes. Além disso, apontou a entrada de Arrascaeta durante o segundo tempo como decisivo para a classificação. E o treinador também assegurou que usou a atuação diante da Chapecoense no último fim de semana, mesmo que o duelo tenha terminado empatado por 0 a 0, como referência para o compromisso da última quarta.

"Foi um grande jogo. As duas equipes alternaram bons momentos na partida. Nós iniciamos muito bem, controlando o jogo e fizemos o 1 a 0. Depois, o Oswaldo fez uma alteração no posicionamento e nós não conseguimos encaixar. Voltamos para o segundo tempo botando o Sóbis na esquerda e o Arrascaeta como ponta de lança, que é onde ele rende melhor. Tive que colocar o Robinho para acompanhar o lateral e se sacrificar pela equipe. Melhoramos, fizemos o resultado de 4 a 1 e cometemos o pecado de tomar um gol logo em seguida. Mas, o prenúncio foi domingo. Falei para os atletas que se tivéssemos a mesma postura e capacidade de criação que tivemos contra a Chapecoense, a bola ia entrar, porque a bola obedece o bom jogo. Foi uma partida muito forte e intensa, mas que nos deu a vaga à semifinal", analisou.

Classificado às semifinais da Copa do Brasil, o Cruzeiro terá o Grêmio como seu adversário. O próximo compromisso do time vai ser pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, a equipe duelará com o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, pela 32ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.