Eduardo Nicolau/AE
Eduardo Nicolau/AE

Mano considera normal eliminação espanhola no futebol olímpico

'Cada vez mais há proximidade entre os países', disse o técnico da seleção brasileira

MATEUS SILVA ALVES, Agência Estado

30 de julho de 2012 | 20h44

NEWCASTLE - Por estranho que pareça, Mano Menezes disse nesta segunda-feira que não ficou surpreso com a precoce eliminação da Espanha dos Jogos Olímpicos de Londres. A seleção espanhola tinha o status de principal adversária do Brasil na corrida pelo ouro, mas foi derrotada por Japão e Honduras e vai apenas cumprir tabela na última rodada do Grupo D, contra Marrocos.

Na cabeça do técnico da seleção brasileira, tudo isso é normal. Ele leva a sério a ideia de que o futebol mundial está muito nivelado. "Todos estão se preparando bem, cada vez mais há proximidade entre os países", argumentou. "Não se pode desconhecer isso, é preciso conviver com essa realidade."

Além de considerar normal a eliminação da Espanha, Mano ainda criticou a maneira como o futebol é encarado no Brasil. Segundo o técnico, em geral os brasileiros acreditam que o time de mais tradição sempre vai derrotar o menos tradicional, o que ele pensa ser um grave erro. "O brasileiro sempre teve dificuldade para admitir que os outros estão mais capacitados. Esquecemos de olhar um pouco para o outro lado também."

Por uma questão de coerência, Mano afirmou que a queda da Espanha na Olimpíada não vai facilitar o caminho da seleção, muito pelo contrário. "Não podemos nos iludir e achar que teremos mais facilidade porque a Espanha saiu. Se pensarmos assim, poderemos tropeçar com mais facilidade", apontou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.