Eduardo Nicolau/AE
Eduardo Nicolau/AE

Mano luta para diminuir erros na seleção brasileira

Treinador gostou mais da atuação do time no segundo jogo da Olimpíada, contra a Bielorrússia

Mateus Silva Alves, Agência Estado

29 de julho de 2012 | 20h13

MANCHESTER - A maior preocupação de Mano Menezes nos Jogos Olímpicos de Londres é reduzir ao mínimo o número de erros cometidos pela sua equipe. A seleção brasileira masculina de futebol errou bastante na primeira partida no torneio, contra o Egito, e já cometeu menos erros em seu segundo jogo, neste domingo, contra a Bielorrússia. O treinador ficou feliz com essa evolução, mas diz que ainda é possível melhorar bastante, mesmo sem poder fazer treinos puxados por causa da grande quantidade de jogos em pouco tempo.

O técnico acredita que o fato de o Brasil ter errado menos contra uma equipe que jogou muito fechada, como foi o caso da Bielorrússia, é um ótimo sinal. "A atuação da seleção foi melhor do que na estreia porque reduzimos o número de erros. O adversário jogou muito fechado, o que normalmente provoca mais erros, mas assim mesmo nós erramos menos, o que é muito importante", avaliou Mano, após a vitória por 3 a 1, neste domingo, em Manchester.

Na opinião de Mano, cometer poucos erros será algo fundamental para a equipe brasileira conquistar a medalha de ouro olímpica pela primeira vez em sua história. "Nós temos uma equipe de muita qualidade e, quando se tem muita qualidade e se erra pouco, as coisas boas acontecem naturalmente", disse o treinador.

Com as vitórias sobre Egito e Bielorrússia, a seleção brasileira já garantiu vaga antecipada nas quartas de final da Olimpíada. Agora, o Brasil luta pela primeira colocação do Grupo C na quarta-feira, quando enfrenta a Nova Zelândia em Newcastle.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.