Maquete de sede dos Jogos do Rio de R$ 1 milhão é questionada por TCE

Tribunal de Contas quer saber se o valor do edital do governo tem fundamento; Executivo vai dar novas explicações

TIAGO ROGERO / COLABOROU ALFREDO JUNQUEIRA, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2013 | 02h08

RIO - O Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ) está questionando o edital de concorrência de R$ 37,5 milhões para a elaboração do Plano Geral Urbanístico e dos Projetos Básicos e Executivos do Complexo Esportivo de Deodoro, na zona oeste da cidade, segunda instalação mais importante para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. O principal questionamento é quanto à estimativa de gastar quase R$ 1 milhão numa maquete.

Na Olimpíada do Rio, Deodoro vai receber as provas de hipismo, tiro, pentatlo moderno, ciclismo, hóquei sobre grama e, possivelmente, rúgbi e alguns jogos de basquete.

Na concorrência, o item "elaboração de maquete" prevê o gasto específico de R$ 879.219,00. Este ano, o TCE-RJ questionou o governo do Rio.

Segundo o Executivo, o valor se refere à elaboração do projeto do Estádio Olímpico de Canoagem Slalom como um todo - e não apenas à confecção da maquete. "Esta maquete é impermeabilizada e possui sistemas de bombeamento de água para simular o sistema hidromecânico a ser construído para os Jogos", informou.

O Tribunal, no entanto, pediu mais explicações. Ontem, disse que ainda não foi possível avaliar o custo de US$ 100 mil (R$ 196,7 mil) para a "elaboração da maquete física". "Portanto, o Tribunal está pedindo ao jurisdicionado (secretaria estadual de Casa Civil) que apresente a cotação que tenha embasado essa estimativa". De acordo com o governo do Rio, para chegar ao valor, o Ministério do Esporte realizou uma pesquisa de mercado com o fornecedor da maquete construída para os Jogos de Londres.

As determinações do TCE-RJ devem ser cumpridas antes da licitação, inicialmente marcada para 4 de fevereiro e depois adiada para 21 de abril, "sob pena de nulidade do edital". Ontem, o governo declarou que vai enviar as novas explicações ao Tribunal nos próximos dias.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio 2016Jogos do RioOlimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.