Maracanã voltará a receber uma final de Copa do Mundo

O Maracanã, reformado e deslumbrante, estará novamente a serviço dessa catarse que é uma final de Copa do Mundo. Assim como aconteceu em 1950, na única vez que o Brasil organizou o torneio até agora, o Rio terá o privilégio de receber o principal jogo da competição, no palco que é o mais famoso e importante do futebol brasileiro.

SÍLVIO BARSETTI, Agencia Estado

31 de maio de 2009 | 16h19

Para isso, surgirá um "novo" Maracanã. Estão previstos mais de R$ 430 milhões para adaptá-lo às exigências da Fifa. Não será a primeira reforma no estádio: os cofres públicos derramaram R$ 150 milhões para adequá-lo aos Jogos Pan-Americanos de 2007. E desde 1999, com várias outras intervenções, ele consumiu mais uma quantia razoável - outros R$ 150 milhões.

Para adaptar a cidade do Rio, que já recebeu um "banho de loja" para o Pan, serão necessários investimentos em torno de R$ 4 bilhões em mobilidade e transportes, geração de energia elétrica, urbanização e projetos ambientais, como a despoluição da Baía da Guanabara. Essa verba sairia do governo federal, por meio do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).

O Rio também seria beneficiado pela construção do trem-bala, que o ligaria a São Paulo e daria uma contribuição para a infraestrutura de transportes, que exige ainda obras no Aeroporto Internacional Tom Jobim - já em andamento - e do sistema de transporte público, além de um incremento na capacidade hoteleira.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa de 2014sedesRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.