Maradona apoia jogada de Kirchner

Astro diz que jogos na TV aberta são a democratização do esporte

Ariel Palacios, BUENOS AIRES, O Estadao de S.Paulo

21 de agosto de 2009 | 00h00

"Temos o acesso livre do esporte mais importante dos argentinos." Com essas palavras - e com toda pompa -, a presidente Cristina Kirchner celebrou ontem o acordo entre seu governo e a Associação de Futebol da Argentina (AFA), que resulta na estatização das transmissões dos jogos de futebol por uma década. O pacto assinado determina que o Estado argentino deverá desembolsar US$ 156 milhões por ano até 2019 à AFA. Dessa forma, os jogos, que nos últimos 18 anos foram transmitidos por canais de TV a cabo, pagos, voltarão à TV aberta, de acesso gratuito ao torcedor. O acordo estipula a associação entre a AFA e o Sistema Nacional de Meios Públicos (Smnp), que reúne o estatal Canal 7 e a Rádio Nacional. Essa associação determinará no futuro se revenderá ou não direitos de retransmissão para outros canais. Há poucos dias a AFA cancelou abruptamente o contrato que tinha com a empresa privada TSC, que transmitiu os jogos desde 1991. A cerimônia, realizada nas instalações da entidade esportiva no município de Ezeiza, na Grande Buenos Aires, contou com a presença do técnico da seleção argentina, Diego Armando Maradona, que aplaudiu de forma entusiasta o discurso de Cristina. "É a democratização do esporte na Argentina."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.