Maradona diz estar com a ''alma doída''

O técnico da seleção argentina, Diego Maradona, disse estar magoado com os torcedores do Boca Juniors, que o chamaram de traidor após o meia Riquelme ter renunciado à equipe enquanto El Diez continuar no comando. "Dói na alma que alguém me denomine como traidor", disse. ''Eu não esperava essa reação das pessoas, mas não as culpo. Não entrarei em uma guerra que não serve para nada." A Argentina recebe a Venezuela dia 28 pelas Eliminatórias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.