Reuters
Reuters

Maratona de Atenas é cancelada por causa da pandemia do coronavírus

Tradicional prova de atletismo seria realizada no dia 8 de novembro

Redação, Estadão Conteúdo

02 de outubro de 2020 | 09h24

Até então agendada para 8 de novembro, a Maratona de Atenas foi cancelada por causa da pandemia do coronavírus, anunciaram, nesta sexta-feira, os organizadores da tradicional prova, através de comunicado. Assim, a corrida grega se tornou mais uma a deixar de ser realizada em 2020 em função da crise sanitária global.

A prova segue a rota lendária supostamente realizada pelo antigo mensageiro grego Pheidippides de Maratona até Atenas para anunciar a vitória sobre os persas na Batalha de Maratona em 490 a.C. A clássica rota da maratona cresceu em popularidade desde os anos 1970 - a sua primeira edição foi em 1972 - e o evento agora inclui corridas de 10km e 5km. Rotineiramente, atrai mais de 15 mil participantes.

A federação grega de atletismo disse que considerou realizar a maratona com menos corredores, apenas com o percurso de 42km e testes para covid-19 obrigatórios para todos os inscritos, mas sua proposta às autoridades de saúde locais não recebeu o aval para ser colocada em prática. Assim, não poderia garantir a segurança dos participantes. A Grécia já relatou 18.886 casos de coronavírus, com 393 mortes.

A entidade explicou que os inscritos serão contatados, com a oferta de reembolso ou de transferência da participação para 2021. Disse ainda que vai organizar uma corrida virtual em novembro e que será aberto a todos. Os detalhes desta "edição especial" deverão ser anunciadas nos próximos dias.

A pandemia interrompeu o calendário global de provas de rua, com o cancelamento de algumas das principais provas em 2020, como as maratonas de Berlim, Nova York, Boston e

A Maratona de Londres, originalmente marcada para abril, foi adiada para o próximo domingo, sendo que ocorrerá apenas com atletas de elite.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismomaratonacoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.