Marc Márquez tem casa invadida por CQC italiano e reclama de insultos e agressões

À medida que se aproxima a etapa de Valência, que vai decidir a temporada 2015 da MotoGP, a disputa que deveria ser entre pilotos se torna cada vez mais entre países, com italianos e espanhóis comprando as dores dos seus ídolos. Na sexta-feira, dois repórteres do CQC da Itália alegaram que tentaram entregar um prêmio a Marc Márquez na casa do espanhol e foram agredidos pelo piloto, familiares e amigos.

Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2015 | 11h00

Neste sábado veio a versão do piloto. "No dia de ontem (sexta), aconteceram tristes acontecimentos em Cervera (onde fica a casa dos pais de Márquez). Um grupo de pessoas invadiu a casa do piloto e proferiu uma série de insultos, realizando ações humilhantes e ridículos para o piloto. Eles chegaram a empurrar e agredir familiares mias próximos", explicou o staff de Márquez, em comunicado.

"Dada a gravidade da ação, os atos foram denunciados (à polícia) e seguirão o curso normal de uma ação penal contra essas pessoas", continuou Emilio Alzamora, representante do piloto espanhol.

Na sexta, o Le Iene, verão italiana do CQC (humorístico exibido no Brasil pela Band), publicou em seu perfil no Facebook que os repórteres Stefano Corti e Alessandro Onnis teriam sido agredidos na casa de Márquez.

"Corti e Onnis hoje a tarde (sexta) foram à Espanha para tentar entregar a Márquez o ''copo de m...'', um prêmio especial para celebrar as obras do espanhol. Mas as coisas não andaram como esperávamos", postou o programa, afirmando que os dois haviam sido levados a um hospital.

"Chegamos perto da casa dos pais do piloto, onde encontramos sue pai, seu irmão e um amigo dele. Quando tentamos entregar nosso troféu, fomos agredidos, tivemos nossa câmera quebrada e tirada de nós nossa placa de vídeo. Provavelmente eles queriam um troféu mais grosso", relataram os humoristas. O ''troféu'' tinha o formato de um pênis gigante.

De acordo com o jornal espanhol ''Marca'', os humoristas do CQC chegaram a entrar na garagem da casa e quebraram duas garrafas de champagne contra um muro para ''simular'' um pódio. Depois, teriam puxado o piloto pelo braço, quando este pediu que deixassem a residência.

Tudo o que sabemos sobre:
motovelocidadeMarc MárquezCQCMotoGP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.