Marcelo Contini perde disputa do bronze e Brasil fecha dia sem medalhas no judô

Depois de um ouro e um bronze no primeiro dia de disputa do Grand Prix de Judô de Tbilisi, na Geórgia, o Brasil fechou o sábado sem novas medalhas. Somente um atleta do País subiu ao tatame. Marcelo Contini até teve uma boa campanha, mas perdeu a disputa pelo bronze na categoria até 73 quilos.

Estadão Conteúdo

26 de março de 2016 | 11h55

Marcelo começou bem o dia e conseguiu duas vitórias nas suas primeiras lutas. Contra o português Nuno Saraiva, levou a melhor por conta de vantagem no número de punições. Depois, aplicou um ippon no casaque Dastan Yybayev. Só que na terceira luta, não resistiu ao georgiano Nugzari Tatalashvili, que venceu por ippon.

Na repescagem, Marcelo se reergueu e buscou a vitória diante do norte-coreano Kuk Hyon Hong por ippon. Só que na hora de brigar pelo bronze, ele foi novamente batido por um georgiano, desta vez Lasha Havdatuashvili, e acabou ficando sem medalhas.

Com isso, Marcelo não repetiu o bom desempenho brasileiro do primeiro dia, uma vez que na sexta-feira o País conquistou o ouro com Rafaela Silva, na categoria até 57 quilos, e o bronze com Érika Miranda, na categoria até 52 quilos.

O terceiro e último dia de disputas do Grand Prix de Tbilisi acontecerá neste domingo com participação de outros cinco brasileiros. Entre as mulheres, lutarão Mayra Aguira (-78kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg). Já entre os homens, sobem ao tatame Tiago Camilo (-90kg), Luciano Corrêa (-100kg) e Rafael Silva (+100kg).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.