Antonio Bat/Efe
Antonio Bat/Efe

Marcelo é expulso e Real sofre para vencer

De vermelho, time espanhol encontrou muita dificuldade diante do Dínamo Zagreb e ganhou por apenas 1 a 0

, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2011 | 00h00

ZAGREB, Croácia

Acostumado a destroçar seus rivais no Campeonato Espanhol (nas duas primeiras rodadas marcou dez gols e sofreu apenas dois), o Real Madrid teve ontem a primeira prova de que na Copa dos Campeões a história será bem diferente. Logo na primeira rodada da fase de grupos, o time de José Mourinho sofreu para ganhar do Dínamo Zagreb por 1 a 0, na Croácia. Além de penar para furar o bloqueio da equipe croata e parar nas boas defesas do goleiro Kelava, o Real ainda foi pressionado em vários momentos.

O gol dos espanhóis só saiu aos nove minutos do segundo tempo. Após troca de passes com Benzema, Marcelo tocou para Dí Maria, que acertou um belo chute no ângulo. O gol pôs fim a um tabu na história do Real. Foi a primeira vez que a equipe balançou a rede de vermelho. O time, que não jogava com um uniforme desta cor desde 1971, já havia disputado três jogos de vermelho e acumulava um empate sem gols e derrotas por 1 a 0 e 2 a 0.

Mesmo na frente, o Real teve dificuldades para segurar a vantagem. E a culpa pode ser creditada a Marcelo. O lateral levou dois cartões amarelos em três minutos, aos 24 e 27, e foi expulso por simular um pênalti.

Como de costume, os jogadores do Real reclamaram muito da arbitragem. Cristiano Ronaldo terminou a partida com o tornozelo direito sangrando e disse que o árbitro norueguês Svein Oddvar Moen não coibiu as jogadas violentas dos croatas.

"É uma vergonha", disse. "Eu não entendo. Fala-se de fair play para proteger os bons jogadores, mas eu não tenho nunca."

Ele precisou levar três pontos para fechar o corte e ainda zombou dos assobios que recebeu do público a cada vez que pegava na bola. "É porque sou bonito, rico e um grande jogador. Eles têm inveja."

Suspenso, Mourinho acompanhou o jogo das tribunas do estádio Maksimir. A previsão inicial era que ele ficasse no hotel para ter liberdade de se comunicar via telefone celular com o auxiliar, Aitor Karanka. No estádio, ele não pôde fazer contato com o assistente.

Vexame em casa. Em pleno estádio Giuseppe Meazza, a Inter perdeu por 1 a 0 para o Trabzonspor, da Turquia, O time turco só entrou na fase de grupos da Copa dos Campeões da Europa porque o Fenerbahçe foi excluído como punição pelas denúncias de manipulação de resultados no Campeonato Turco.

A Inter teve dificuldades para se impor. Mostrava lentidão e pouco ameaçava o gol rival, o que irritou a torcida italiana.

O Trabzonspor tampouco empolgava. Acabou chegando ao gol aos 31 minutos da segunda etapa, com Celustka. A Inter não conseguiu reagir e aceitou a derrota dentro de casa.

Ainda pelo Grupo B, Lille e CSKA Moscou empataram por 2 a 2. Anfitrião, o time francês chegou a abrir 2 a 0, com gols de Moussa Sow e Benoit Pedretti. Contudo, cedeu o empate nos instantes finais. Seydou Doumbia decretou a igualdade com um gol aos 27 minutos e outro nos acréscimos.

INVEJA

Cristiano Ronaldo

ATACANTE DO REAL MADRID

"Sou perseguido porque sou bonito, rico e bom jogador. Isso provoca inveja"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.