Toru Hanai/Reuters
Toru Hanai/Reuters

Márquez é bicampeão da MotoGP com 2º lugar no Japão

Com o terceiro lugar na corrida, Valentino Rossi assume a vice-liderança da temporada com os mesmo 230 pontos de Pedrosa

Estadão Conteúdo

12 de outubro de 2014 | 10h50

O espanhol Jorge Lorenzo venceu neste domingo a etapa do Japão da MotoGP, a 15.ª das 18 previstas para a atual temporada, mas quem festejou mesmo foi Marc Márquez. Afinal, o espanhol assegurou, por antecipação, o seu segundo título mundial na principal de categoria de motovelocidade ao terminar a prova no circuito de Motegi em segundo lugar a 1s638 do vencedor.

"A corrida não importa muito hoje", disse Márquez, de apenas 21 anos. "Talvez eu não estivesse andando como sempre, porque me senti um pouco diferente. Era difícil ultrapassar e Eu não queria cometer nenhum erro. Temos o título e é incrível conquistá-lo em casa", completou.

Segundo colocado no grid, o italiano Valentino Rossi assumiu a liderança da prova japonesa logo na largada, seguido por Lorenzo. O espanhol, porém, logo conseguiu a ultrapassagem sobre o seu companheiro de equipe na Yamaha para assumir a liderança, que não seria mais ameaçada, o que lhe assegurou a sua segunda vitória consecutiva nesta temporada.

Márquez, que era o quarto colocado no grid, teve uma largada ruim em Motegi, mas com um ritmo forte, logo recuperou posições e "colou" em Rossi. O espanhol conseguiu a ultrapassagem e depois se defendeu bem dos ataques do italiano para garantir o segundo lugar, o que lhe rendeu o título mundial, o primeiro assegurado por um piloto da Honda no circuito japonês, construído pela própria equipe.

Rossi foi seguido pelo espanhol Dani Pedrosa, companheiro de equipe de Márquez na Honda, e quarto colocado em Motegi, à frente do italiano Andre Dovizioso, da Ducati, que no sábado havia conquistado a pole position. O também italiano Andrea Iannone, da Pramac Ducati, foi o sexto colocado.

O alemão Stefan Bradl, da LCR Honda, o espanhol Pol Espargaró, da Tech3 Yamaha, o britânico Bradley Smith, também da Tech3 Yamaha, e o também espanhol Álvaro Bautista, da Gresini Honda, completaram, em ordem, a lista dos dez primeiros colocados da etapa do Japão.

Com esse resultado, Márquez chegou aos 312 pontos na liderança agora inalcançável da MotoGP, mesmo que ainda restem três provas a serem disputadas, com a vitória valendo 25 pontos cada. Rossi assumiu a segunda colocação com os mesmo 230 pontos de Pedrosa e Lorenzo é o quarto colocado com 227.

Já com o título definido, o circuito do Philip Island vai receber a etapa da Austrália da MotoGP no próximo domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.