ALEX SILVA / ESTADAO
ALEX SILVA / ESTADAO

Marquinhos comenta vaias a Bolsonaro: ‘O respeito prevalece’

Zagueiro da seleção brasileira reforçou que autoridade do presidente precisa ser respeitada, ‘independentemente se a pessoa gosta ou não’

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de julho de 2019 | 01h33

RIO DE JANEIRO - O zagueiro Marquinhos, titular da seleção brasileira em todas as partidas da Copa América, inclusive durante a vitória de 3 a 1 sobre o Peru na final deste domingo, 7, disse após o jogo que a presença do presidente Jair Bolsonaro no Maracanã precisa ser respeitada pelos jogadores, independentemente do posicionamento político.

"Essa competição é disputada no Brasil, e ele é o nosso presidente, uma autoridade do país que tem que ser muito respeitada, independentemente se a pessoa gosta ou não. O respeito prevalece acima de tudo", opinou.

Bolsonaro foi recebido por vaias e aplausos no estádio do Maracanã. Ele assistiu à partida acompanhado de dois filhos, o senador Flávio Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro, além dos ministros da Justiça, Sérgio Moro; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; e da Economia, Paulo Guedes, entre outros.

Depois do jogo, o presidente entregou algumas das medalhas aos jogadores na cerimônia de premiação e participou das comemorações, posando para fotos com parte do elenco campeão e o troféu da Copa América. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.