Marta acha bom cruzar logo com rivais fortes

Principal jogadora da seleção feminina, a meia Marta esteve ontem pela manhã no Parque São Jorge para uma visita de cortesia e para tietagem de mão dupla. Corintiana assumida, ela foi conhecer o clube de coração e dar uma força ao atual elenco. Em contrapartida, ganhou uma camisa autografada, que promete "colocar em um quadro na parede de casa", e fez um discurso otimista a respeito da participação brasileira em Pequim.O fato de encarar a Alemanha logo na primeira fase, no mesmo país onde o Brasil perdeu o título mundial, no ano passado, aparentemente não abala Marta. A melhor do mundo em 2006 e em 2007 acha que o teste difícil pode dar mais confiança para a equipe nacional. "Gostei muito do sorteio. E justamente por enfrentar a Alemanha", comentou, numa afirmação atrevida, que surpreendeu. "Se temos de enfrentá-las, é bom que seja de cara, rápido."Desde a derrota na decisão do Mundial, em 2007, Marta vem torcendo para cruzar novamente com as alemãs. Ela deseja "uma doce vingança" contra as européias, que pode ocorrer na briga por medalha olímpica. A previsão inicial era de que o encontro ocorresse apenas no Mundial de 2011, na Alemanha. Mas, como veio antes, a estrela brasileira já esfrega as mãos, aprimora a técnica e calibra a pontaria. Para derrubar as campeãs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.