Martínez evita ser comparado a Tevez, mas chega confiante

Tevez ainda deixa saudades no Corinthians. Mas Martínez, o novo argentino do clube, não quer saber de comparações. Visivelmente nervoso - deixou até a camisa que vestiria na apresentação cair no chão antes de usá-la - ele chega com a disposição de escrever seu nome no alvinegro.

/ F.H., O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2012 | 03h03

Apesar do estilo parecido, de correr muito e chegar para finalizar, ele não quer tamanha pressão para si. "O que o Tevez fez aqui foi muito bom, campeão e marcando muitos gols. Não me comparo com ele. Quero ser o Martínez, fazer o melhor para o Corinthians, uma grande equipe, e também ganhar títulos", disse.

Com a cara do compatriota Montillo, do Cruzeiro, o reforço de 26 anos assinou por três temporadas e já deu algumas corridas em volta dos campos.

Ele pediu duas semanas para estar em totais condições físicas e disse que não terá problema de adaptação ao esquema de Tite, no qual atacante também marca.

"Não tenho problema em ajudar na marcação pela esquerda ou pela direita. E não sei se é esquema europeu (como Maradona definiu). Mas é uma equipe muito completa, compacta, todos atacam, defendem e é muito humilde. Para um clube sair campeão necessita isso", falou.

'Burrito', como é chamado em seu país pela semelhança física com Ortega, vai brigar pela vaga com Jorge Henrique. E já veio com discurso de que gosta de "jogar e ganhar todas".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.