Massacrada na estreia, seleção feminina de polo aquático vence a 1ª no Mundial

Massacrada pelos Estados Unidos (13 a 2) na sua estreia no Mundial de Esportes Aquáticos, em Kazan, na Rússia, a seleção brasileira feminina de polo aquático se recuperou no seu segundo compromisso na competição e derrotou o Japão por 11 a 8, se afastando do risco de ser eliminada logo na fase de grupos da competição.

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2015 | 11h37

O Brasil sempre esteve à frente do placar diante das asiáticas, fechando o primeiro período vencendo por 4 a 2. A vantagem se ampliou para 6 a 3 ao término do segundo e para 10 a 6 ao fim do terceiro. No último, as japonesas diminuíram a vantagem brasileira, mas não evitaram a derrota.

Izabella Chiappini, com cinco gols, e Melani Dias, com três, foram os principais destaques do Brasil. Amanda Oliveira, Gabriela Mantellato e Luiza Carvalho completaram o marcador, anotando um gol cada.

O técnico Pat Olsen elogiou a atuação das jogadoras brasileiras. "O time seguiu as orientações dadas na palestra antes do jogo. E cada atleta desenvolveu as jogadas como o combinado. O início forte nos ajudou na construção da vitória. Agora é pensar na Itália. Eu tenho confiança de que poderemos fazer um jogo equilibrado contra as italianas", afirmou.

O Brasil está na terceira posição do Grupo A, com uma vitória e saldo de 8 negativos. A Itália lidera a chave com duas vitórias, seguida dos Estados Unidos, com uma vitória e saldo 10. O Japão é o último com duas derrotas.

O líder da chave avança direto às quartas de final, enquanto o segundo e o terceiro se classificam para a segunda fase. O Brasil encerra a sua participação no Grupo A nesta quinta-feira, quando vai encarar a Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.