Divulgação
Divulgação

Sem Matheus Santana, Brasil vence Desafio Raia Rápida

Henrique Martins veio para o Rio às pressas

Estadão Conteúdo

13 de setembro de 2015 | 11h56

Recordista mundial júnior, Matheus Santana precisou ser cortado de última hora do Desafio Raia Rápida, competição amistosa de natação realizada na piscina do Botafogo contra Estados Unidos, África do Sul e Itália. O nadador, que é diabético, teve uma infecção causada por uma bactéria e não pôde nadar. Foi substituído de última hora por Henrique Martins, que deixou o casamento de uma prima, em Campinas, de madrugada, e voou para o Rio atendendo o convite dos organizadores.

Mesmo assim, o atleta do Minas Tênis Clube, destaque da Universíada de Gwangju (Coreia do Sul), em julho, ajudou o Brasil a faturar o título do evento. Foi o segundo mais rápido no nado livre, com 23s10, perdendo do norte-americano Antony Ervin (22s43). Nicholas Santos ganhou nos 50m borboleta, com 23s08, equivalente à quarta melhor marca da temporada.

Felipe França foi o melhor no nado peito (27s62) e Daniel Orzechowiski não avançou para a final de costas. No revezamento 4x50m medley, a equipe brasileira ganhou com 1min38s06 e, graças à pontuação obtida no total das cinco provas, ficou com o bicampeonato do evento.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoMatheus Santana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.