Maurren assina hoje com sua nova equipe

Maurren Maggi, campeã olímpica do salto em distância, vai mudar de casa depois de 11 anos. A atleta, que defendia o Clube de Atletismo BM&F Bovespa desde 1995 (com exceção dos dois anos em que cumpriu suspensão por doping), formaliza hoje contrato com a Rede Atletismo, equipe baseada em Bragança Paulista.Junto com Maurren, segue para a nova equipe o técnico Nélio Moura, que também é responsável pelos treinos do panamenho Irving Saladino, atual campeão mundial e olímpico do salto em distância masculino.A Rede Atletismo é mantida pelo Grupo Rede, empresa responsável pelo fornecimento de 35% da energia elétrica no País. O investimento do novo clube é recente - este foi seu primeiro ano -, mas já causou impacto. Além de conquistar bons resultados na temporada, também conseguiu retirar atletas renomados do time rival, até então hegemônico. Pouco antes da Olimpíada de Pequim, a BM&F perdeu também Jadel Gregório, que decidiu se transferir para o Esporte Clube Pinheiros.No Troféu Brasil deste ano, a Rede Atletismo encerrou um domínio de seis anos da BM&F, conquistando com folga a categoria masculina - somou 325 pontos, contra 283 do time rival. A vitória no feminino e na classificação geral foi da equipe de São Caetano do Sul. À época, o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Roberto Gesta de Melo, comemorou a disputa entre equipes.Além de perder Maurren, seguem para Bragança outros 21 atletas treinados por Nélio Moura. Entre eles, Keila Costa (salto triplo e em distância), Jefferson Sabino (salto triplo) e Rogério Bispo (salto em distância) - todos estiveram em Pequim. Outro técnico que deixou São Caetano do Sul e seguirá para Bragança é Clodoaldo Lopes do Carmo. Levará para o novo time outros nove atletas, como a olímpica Zenaide Vieira (3 mil com obstáculos).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.