Maurren diz nesta 2ª se vai a Atenas

Desde que Maurren Higa Maggi disse que gostaria de se dedicar mais à vida pessoal, alguns dirigentes do atletismo tentam convencê-la a não desistir da Olimpíada para acompanhar o piloto de testes da Williams, Antonio Pizzonia, na Europa. Maurren não aparecerá na pista de atletismo do Ibirapuera nesta segunda-feira para treinar, até porque o técnico Nélio Moura tem um compromisso e não estará no local pela manhã, horário habitual do grupo que segue a rotina dos treinamentos em São Paulo. Também é difícil que a atleta volte a integrar essa rotina nos próximos dias.Maurren, que estava em São Carlos, na casa dos pais, terá nesta segunda-feira de dar uma resposta sobre o futuro à BM&F Atletismo. Diante da intenção de se dedicar à vida pessoal, como já disse numa reunião, quinta-feira, e da incerteza de que será liberada da suspensão por doping a tempo de competir em Atenas, a saltadora não encontra estímulo para treinar para a Olimpíada, em agosto. Maurren está atrasada. A temporada de atletismo vai de novembro a agosto e ela já perdeu cerca de três meses, de novembro a janeiro, do chamado período de base. Teria de se dedicar aos treinos com muito afinco e sem ter garantias de que estará em forma e no auge em agosto ou se será liberada para competir.Maurren está suspensa desde o dia 1º de agosto, por antidoping positivo para a substância Clostebol, que seria decorrente do uso de um creme cicatrizante após depilação a laser. O resultado da sentença do Superior Tribunal de Justiça Desportiva da Confederação Brasileira de Atletismo foi traduzido para o inglês e será enviado nesta segunda-feira para a Associação Internacional de Federações de Atletismo, em Mônaco. O assunto só deve ser apreciado pelo Conselho da IAAF em março.Pizzonia ainda não se manifestou sobre o assunto, mas há cerca de 15 dias, em entrevista ao jornal ?Estado de Manaus?, declarou que era ?hora de os dois cuidarem da carreira?. Depois da demissão da Jaguar em 2003, este ano Pizzonia quer fazer um bom trabalho como segundo piloto de testes da Williams.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.