Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Mayke vê Palmeiras 'mais leve' após vitória no dérbi e prevê jogo duro no Equador

'Tem sempre um gostinho especial vencer um dérbi', diz lateral-direito antes de partida pela Copa Libertadores

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2022 | 14h51

O Palmeiras pode deixar bastante encaminhada sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores caso some uma vitória em visita ao Emelec, quarta-feira. A equipe chegaria aos nove pontos e praticamente carimbaria a vaga. Mas o lateral-direito Mayke alerta que será um compromisso bastante difícil no Equador e celebra o triunfo por 3 a 0 sobre o Corinthians no Brasileirão que deixou o clube "mais leve" para a terceira rodada da competição sul-americana.

O Palmeiras ainda não havia vencido em três jogos no Brasileirão, somava somente dois pontos, e desencantar no clássico foi um bom combustível para defender seus 100% de aproveitamento na Libertadores.

"Tem sempre um gostinho especial vencer um dérbi e agora vamos viajar mais leves. Será uma viagem bem longa e, se não vencêssemos, ela pareceria o dobro", avaliou Mayke. "Graças a Deus conseguimos uma excelente vitória, todos estão de parabéns e, após um resultado assim, a confiança sempre sobe", acredita. "Sobre a partida, será um adversário difícil e vamos com o intuito de fazer um bom jogo e, se possível, voltar com os três pontos. Ganhamos duas na competição e, se ganharmos essa partida, a gente dá uma tranquilizada na tabela."

Titular nos dois jogos da Libertadores, Mayke deve mais uma vez aparecer na vaga de Marcos Rocha, o dono da posição, em rodízio de Abel Ferreira no elenco verde. O bicampeão vem usando escalação alternativa na Libertadores.

Para o lateral, uma obrigação de apresentar um bom rendimento pela grandeza do companheiro. "Quando cheguei, eu disse: colocaram uma bomba para o meu lado (risos). Mas é uma honra e um orgulho representar essa camiseta dentro de campo, o Marcos (Rocha) tem uma história linda, não só no clube como também na seleção, então, é um prazer enorme. Procuro sempre entrar em campo e dar o meu melhor", completa.

Na reapresentação do elenco, na manhã desta segunda-feira, os titulares fizeram apenas um trabalho de regeneração física antes de o time embarcar para o Equador. O apronte final será em solo equatoriano. O time trabalha nesta terça-feira à tarde no estádio Monumental.

O Palmeiras defenderá na casa do Emelec uma invencibilidade de 18 partidas como visitante na Copa Libertadores. São 16 jogos contra o mandante em seus domínios, além de duas decisões em campo neutro contra Santos e Flamengo, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.