Mayra ainda é faixa marron: foi bronze

Brasileira de 15 anos vence 3 lutas e só cai diante de forte rival dos EUA

O Estadao de S.Paulo

21 de julho de 2007 | 00h00

Mayra Aguiar tem apenas 15 anos e ainda não é faixa preta de judô. Usa a marrom. Mas mostrou ter potencial ao chegar à medalha de prata. Na primeira luta derrotou a salvadorenha Maria Silva, depois a venezuelana Maria Rojas e passou pela cubana Ônix Cortez, também pelo golpe perfeito. A final foi contra a americana Rounda Rousey. "Daqui para frente quero aprender cada vez mais." Já Luciano Correa perdeu as semifinais para o cubano Oreidis Despaingne por ippon, mas se recuperou sobre o venezuelano Albenis Rosales, pelo golpe máximo e ficou com o bronze. "Foi difícil me recuperar depois da primeira derrota, que foi meio inesperada."Hoje, no feminino, Danielle Zangrando (-57kg) tenta quebrar o tabu de nunca ter chegado à final de um Pan após dois bronzes. Danielli Yuri (-63kg) faz sua estréia. Flávio Canto (-81kg) tenta tornar-se o segundo judoca brasileiro a conquistar o bi pan-americano. Se conseguir medalha será o maior medalhista da história do judô nacional (tem 3). Leandro Guilheiro (-73kg) complementa o dia brasileiro no dojô do Riocentro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.