Mayweather tenta 'limpar' cartel contra Maidana em Las Vegas

Invicto há 45 lutas, norte-americano não gostou da repercussão negativa de sua vitória e admitiu dar uma nova chance ao argentino

Wilson Baldini Jr., O Estado de S. Paulo

12 Setembro 2014 | 11h24

Floyd Mayweather, melhor boxeador da atualidade, tem mania por limpeza. Diz que seus dez carros luxuosos são brancos para ter certeza de que estão sempre limpos. Por causa dessa obsessão, o campeão dos meio-médios e médios-ligeiros do Conselho Mundial de Boxe dará neste sábado a revanche ao argentino Marcos Maidana. A luta terá transmissão do Sportv a partir das 23h, direto do ringue do MGM Hotel, em Las Vegas.

Em 3 de maio, Maidana surpreendeu ao atacar intensamente Mayweather nos quatro primeiros roundes e até lhe causou um ferimento no supercílio direito, algo novo na carreira do pugilista norte-americano. O desempenho do lutador sul-americano foi elogiado e a decisão majoritária dos jurados a favor de Mayweather - 117 a 111, 116 a 112 e 114 a 114 -, foi criticada por parte da imprensa e do público.

Mayweather, invicto em 45 lutas, não gostou da repercussão e admitiu dar uma nova chance a Maidana. "Apoiamos a decisão de Floyd, pois tínhamos certeza do interesse do público em vê-los novamente em ação um contra o outro", disse Stephen Espinoza, diretor de eventos esportivos do canal Showtime, que pagou US$ 240 milhões a Mayweather em fevereiro do ano passado por seis de seus combates. O de hoje é o quarto do contrato.

Maidana ficou feliz com a nova oportunidade e aproveitou para apimentar o clima. "Aceito a revanche, afinal a primeira luta eu ganhei", disse o argentino. Mayweather devolveu. "Espero que você me agarre menos que minha namorada desta vez", cutucou, referindo-se ao estilo "sujo" adotado por Maidana.

Robert Garcia, técnico de Maidana, reconheceu que seu pupilo abusou de golpes irregulares na primeira luta. "Tínhamos de tentar quebrar a concentração de Floyd. E faremos de novo."

Mayweather afirmou que vencerá desta vez por nocaute para encerrar com qualquer dúvida sobre quem é melhor em cima do ringue. Maidana tem previsão semelhante. "Sei que só vencerei a luta se derrubá-lo. Os juízes jamais serão a meu favor."

A bolsa de apostas é favorável a Mayweather na proporção de 8 por 1. "Como apostei em mim, ganharei mais dinheiro", brincou Maidana, que receberá em torno de US$ 3 milhões. Mayweather terá um prêmio de aproximadamente US$ 40 milhões. Os lutadores ainda receberão uma porcentagem na venda do sistema pay-per-view.

EXPECTATIVA

Em Buenos Aires, a expectativa é muito grande. Cartazes e outdoor foram espalhados pela capital argentina anunciando o combate. Uma vitória de Maidana lavaria a alma esportiva dos argentinos após a derrota de Sergio Maravilha Martinez para o porto-riquenho Miguel Cotto, em junho no Madison Square Garden; o revés na final na Copa do Mundo para a Alemanha e o fiasco do time de basquete no Mundial.

Mais conteúdo sobre:
boxe Floyd Mayweather Marcos Maidana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.