Steve Marcus/Reuters
Steve Marcus/Reuters

Mayweather vence Canelo por pontos e fica com cinturão

Campeão invicto, norte-americano de 36 anos soma 45 vitórias

WILSON BALDINI JR., Agência Estado

15 de setembro de 2013 | 09h13

LAS VEGAS - O mexicano Saul Canelo Alvarez não foi páreo para o norte-americano Floyd Mayweather, neste início de madrugada de domingo, no ringue do Hotel MGM, em Las Vegas. Com uma habilidade incomum, "Money" venceu por pontos e conquistou o título dos médios-ligeiros do Conselho Mundial de Boxe (CMB). De quebra, o pugilista ainda recebeu de prêmio um cinturão de ouro do CMB. "Não sei se foi minha melhor luta na carreira, mas pude mostrar minhas habilidade", disse o invicto campeão, de 36 anos, que agora soma 45 vitórias.

Mayweather teve o reconhecimento do adversário após a luta. "Ele é um grande lutador. Sabíamos de sua esperteza em cima do ringue, mas não soube como pegá-lo", disse Canelo, de 23 anos, que perdeu pela primeira vez em 43 lutas.

Só uma coisa não teve explicação. O jurado CJ Ross deu empate, em 114 pontos. Pontuação que causou estranheza até mesmo entre os mexicanos. Já Dave Moretti apontou 116 a 112 e Craig Metcalfe anotou 117 a 111.

Com o apoio dos torcedores mexicanos, que eram maioria no ginásio, Canelo enfrentou desde o início dificuldades com a mudança de estilo de Mayweather a cada round. Começou no ataque, passou a rodar o adversário, foi para o ataque, lutou a curta distância, buscou os golpes longos, enfim deu uma aula de como se joga o boxe.

Com o desempenho dos lutadores no ringue, a partir já do quarto round os mexicanos pareciam conformados com a derrota e já se ouvia os primeiros gritos de "USA, USA".

Depois de mais uma vitória, que lhe valeu US$ 41,5 milhões de bolsa, Mayweather não quis falar de futuro. "Quero férias com a minha família." O que se espera é que "Money" possa enfrentar no início de 2014 o compatriota Timothy Bradley, caso ele vença o mexicano Juan Manuel Marquez, dia 12 de outubro, também no Hotel MGM, em Las Vegas.

Em uma luta sensacional, o norte-americano Danny Garcia manteve os cinturões dos meio-médios, versão Conselho Mundial de Boxe e Associação Mundial de Boxe, ao derrotar o argentino Lucas Mathysse, por pontos, após 12 rounds. Os jurados foram unânimes: 115-111 e 114-112 (duas vezes).

O americano, de 25 anos, também contrariou a bolsa de apostas, que era favorável ao lutador sul-americano. Garcia se mantém invicto, após 27 lutas, enquanto Matthysse perdeu pela terceira vez em 37 lutas.

Para os próximos anos, o planejamento de Floyd Mayweather já está pronto. Ele pretende lutar duas vezes em 2014 e duas vezes em 2015, encerrando o contrato de seis lutas com o canal Showtime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.