Divulgação
Divulgação

Medalhista no Mundial, Iris Sing fatura o bronze no tae kwon do

Brasileira ganha a disputa por medalha de canadense de virada

Estadão Conteúdo

19 de julho de 2015 | 22h37

O Brasil chegou ao primeiro dia de competições do tae kwon do dos Jogos Pan-Americanos de Toronto acreditando que poderia subir ao pódio com seus dois representantes. Afinal, tanto Iris Sing, na categoria até 49kg, quanto Venilton Teixeira, na até 58kg, chegaram credenciados por medalhas de bronze conquistadas no Campeonato Mundial, em abril. Mas, no Canadá, só Iris conseguiu atingir a meta, repetindo o bronze. Ele foi derrotado na luta que valia o terceiro lugar.

Iris, de 24 anos, teve uma luta complicada logo na estreia. Enfrentou a cubana Yania Aguirre e acabou derrotada nos detalhes, por 6 a 5. Como a chave era curta e a brasileira estreou já nas quartas de final, teve nova chance pela repescagem. Ali, fez 11 a 1 na venezuelana Virginia Dellan e, poucos minutos depois, ganhou da canadense Yvette Yong (11.ª) do mundo, por 8 a 6.

A medalha de bronze deve ajudar Iris a subir um pouco no ranking olímpico. Ela é atualmente a sexta colocada, mas deve subir para a terceira posição. As seis primeiras da lista vão ao Rio-2016, mas o Brasil precisa definir como usará seus quatro convites antes do encerramento do período de classificação.

Já Venilton Teixeira precisou fazer quatro lutas até disputar a medalha. O amapaense de 19 anos fez 14 a 1 no panamenho Victor González, venceu o norte-americano Logan Gerrick por 12 a 8, mas parou na semifinal, derrotado por Carlos Navarro, do México, por 11 a 9, em luta emocionante.

À noite, buscou o bronze contra o argentino Lucas Guzman, número sétimo do ranking olímpico. Numa luta sem muitos golpes, o rival levou a melhor e ficou com o bronze. Venilton é o 19.º do ranking e disputa vaga no Rio-2016 com Guilherme Dias, o 16.º.

Guilherme foi quem classificou o Brasil para o Pan na categoria até 68kg, mas foi excluído da seleção porque, duas semanas depois, não conseguiu bater o peso na seletiva. Medalhista de bronze no Mundial de 2013, foi substituído por Venilton, que repetiu a medalha no Mundial deste ano.

Na segunda-feira, o tae kwon do brasileiro será representado por Henrique Precioso, na categoria até 68kg, e por Josiane Oliveira na até 57kg. Nenhum dos dois chega como favorito à medalha.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanostae kwon do

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.