Medalhista olímpica da vela, Isabel Swam vai tentar vaga no Rio em classe mista

Superada pela ex-parceira Fernanda Oliveira na corrida olímpica da classe 470 Feminina, Isabel Swam ainda não desistiu do sonho de disputar uma Olimpíada pela segunda vez na carreira e repetir o pódio obtido em Pequim (China), em 2008. A carioca de 31 anos já está treinando ao lado de Samuel Albrecht, para tentar a vaga na classe Nacra 17 nos Jogos do Rio.

Estadão Conteúdo

19 de junho de 2015 | 17h33

"Estou curtindo esse desafio. O Nacra 17 não é um barco fácil de velejar, mas a motivação e a vontade de estar nos Jogos me traz uma força extra nesta reta final da preparação, já que a indicação para a vaga ocorre em dezembro", diz Isabel.

O Nacra 17 é um catamarã que estreia no programa olímpico em 2016, em formação mista, obrigatoriamente com um homem e uma mulher. O Brasil, até agora, não tem uma dupla em condições de fazer uma boa Olimpíada, ainda que tenha garantida a vaga como país-sede.

Assim, a Confederação Brasileira de Vela (CBVela), depois de anunciar Fernanda Oliveira/Ana Barbachan como barco olímpico da classe 470 Feminina, ajudou na negociação para que Isabel se tornasse proeira de Samuel Albrecht, o Samuca, apenas o 44.º colocado no Mundial de Santander, no ano passado. Ele vinha formando barco com a jovem Geórgia da Silva, de 22 anos.

Curiosamente, quando a corrida olímpica começou o favoritismo da Nacra 17 era a dupla formada por Cacau Swan e Clínio Freitas, tios e padrinhos de Isabel. Os veteranos, entretanto, ambos atletas olímpicos que estavam afastados do esporte de alto rendimento, não conquistaram bons resultados e abandonaram a disputa.

Agora, a corrida olímpica será de Samuel/Isabel contra a dupla formada por João Siemsen Bulhões (sobrinho do presidente do Fluminense) e Gabriela Nicolino de Sá. A tendência é a que a escolha do barco que vai ao Rio-2016 seja feita a partir do resultado da Copa Brasil de Vela, no fim do ano.

Curiosamente, é a segunda vez que Isabel Swam vai a Porto Alegre para competir com um atleta local pelo clube Veleiros do Sul. Em 2008, a dupla que ela formou com a também gaúcha Fernanda Oliveira ganhou bronze olímpico.

Tudo o que sabemos sobre:
velaIsabel SwamNacra 17Rio-2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.