Medalhistas, irmãos Hypólito desabafam

Os irmãos Hypolito, Diego e Daniele, fizeram um desabafo neste sábado após as conquistas das medalhas de ouro e prata, respectivamente, nos exercícios de solo e paralelas assimétricas. Enquanto ele disse esperar que o preconceito com os homens praticantes da modalidade termine, ela destacou que o bom desempenho obtido na terceira etapa da Copa do Mundo, que se encerra neste domingo, no centro de convenções do Riocentro, em Jacarepaguá, é um sinal de que está recuperando sua forma física e técnica. ?Os pais precisam acabar com esse preconceito em relação aos homens na ginástica. Porque para fazê-la é preciso ser muito homem?, frisou Diego, que neste domingo disputará a final da prova de salto. ?Espero que esse nosso desempenho contribua para que outros atletas se estimulem e passem a fazer ginástica.?Já Daniele optou por rebater o excesso de críticas recebidas afirmando que com os treinamentos vem melhorando suas performances, principalmente, em aparelhos como a trave e as paralelas assimétricas. Lembrou que os torcedores se esquecem de seus desempenhos, porque o brasileiro está acostumado a acompanhar os atletas somente nas apresentações do solo.?Essa medalha de prata é uma prova de que estou voltando?, frisou Daniele. ?O povo brasileiro e a imprensa só conhecem a ginástica no solo.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.