Média das oitavas supera a de 1990 e é a 2ª pior da história

Quando o atacante espanhol David Villa conseguiu balançar a rede de Portugal, aos 18 minutos do segundo tempo, ontem, a Copa do Mundo da África do Sul conseguiu se livrar de um recorde negativo. O gol espanhol fez com que a média por partida subisse para 2,19 ? se ficasse 0 a 0 seria 2,17. Com isso, a Copa da Itália de 1990, que ao término das oitavas de final assinalava média de 2,18, voltou a ser a pior.

, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2010 | 00h00

Na atual Copa, foram marcados 123 gols em 56 jogos. Na edição italiana, a rede havia balançado 96 vezes em 44 partidas. A Copa da África do Sul continua com a pior média, no entanto, quando comparada às outras edições com 32 times inscritos.

Em 1998, na França, foram marcados 149 gols nos 56 jogos disputados na fase de grupos e nas oitavas de final. Na Copa de 2002, no Japão e Coreia do Sul, o número de gols caiu para 144 no mesmo período. Na edição alemã, em 2006, a efetividade dos atacantes caiu ainda mais: 131.

Quando se observa apenas os resultados da oitavas, o melhor desempenho é o da Copa de 1994, nos EUA. Foram marcados 24 gols em oito jogos. Média de três por partida. A primeira edição em que houve disputa de oitavas foi no México, em 1986. (A.J.)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.