Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Medina e Slater são eliminados e Havaí definirá título

Antes de acabar a bateria, brasileiro deixa o mar, com a impressão de que tivesse virado a bateria, mas a pontuação é baixa

Paulo Favero, Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2014 | 15h13

Gabriel Medina deu adeus ao título antecipado do Circuito Mundial de Surfe ao perder precocemente na etapa de Portugal, que está sendo disputada na praia de Supertubos, em Peniche. Ele foi eliminado na terceira fase pelo norte-americano Brett Simpson e esfriou a torcida de mais de 5 mil pessoas nas areias. O brasileiro não quis falar e foi embora direto para o hotel com sua família. Bom para ele que o segundo colocado, Kelly Slater, também perdeu e não conseguiu diminuir a vantagem para o líder.

Muitos dos amigos de Medina reclamaram das notas na derrota por 12,50 a 12,06 pontos. Antes de acabar a bateria, o surfista deixou o mar, com a impressão de que tivesse virado a bateria, mas a pontuação foi baixa. "Eu entendo a frustração que ele está tendo", disse Brett. "Acho que ele pensou que tinha alcançado a pontuação e saiu do mar. Olhei para o lado, não o encontrava, e fiquei surpreso de ele ter saído da água."

Só que logo na sequência da bateria do brasileiro, o espanhol Aritz Aranburu despachou o 11 vezes campeão mundial Kelly Slater por 12 a 6,30 pontos. "Eu estava no meio da briga pelo título, mas também preciso de pontos para tentar me qualificar para o próximo ano", explicou Aranburu. "Sinto muito pelo Kelly, mas tenho de continuar lutando para conseguir mais pontos."


Agora, a decisão do título será no Havaí, em Pipeline, em dezembro. Medina ainda tem uma boa folga na liderança do ranking sobre Kelly Slater, mas precisa ter cuidado com o australiano Mick Fanning, que encara o brasileiro Alejo Muniz na última bateria da terceira fase. Se Fanning ou John John Florence vencerem a etapa, eles podem encostar um pouco mais e acirrar a disputa no último evento do ano.

IRRITAÇÃO

Irritado por não ter conseguido aproveitar para diminuir a diferença para Medina neste domingo, Slater chegou a quebrar a sua prancha em três pedaços quando deixou o mar, dando os mesmos para fãs. Ele, porém, minimizou a importância da sua atitude. "Foi a melhor coisa que eu fiz, eu precisa extravasar. Estou me sentindo melhor. As estrelas de rock fazendo isso e vocês (jornalistas) não falam nada", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
surfeGabriel Medina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.