Kelly Cestari/EFE
Kelly Cestari/EFE

Medina, Filipinho, Ítalo, Jadson e Yago disputarão a 3ª fase em Bells Beach

Competição estava programada para ter início na terça-feira, mas a falta de ondas fez a organização adiar para esta quinta

Redação, Estadão Conteúdo

18 de abril de 2019 | 15h10

Os brasileiros Filipe Toledo, Ítalo Ferreira, Gabriel Medina, Jadson André e Yago Dora passaram, nesta quinta-feira, para a terceira fase da etapa de Bells Beach do Circuito Mundial de Surfe, na Austrália, palco da segunda disputa do calendário deste ano da elite máxima da modalidade.

A competição estava programada para ter início na terça-feira, mas a falta de ondas fez a organização adiar para esta quinta. Além disso, o evento trocou de praia e foi disputado em Winkipop.

Ao somar 12,23 na somatória das notas dos juízes em sua bateria, Jadson André superou o francês Jeremy Flores (9,97) e o australiano Owen Wright (8,20), enquanto Filipe Toledo foi melhor que o norte-americano multicampeão mundial Kelly Slater (10,63) e que o australiano Xavier Huxtable (10,23).

Usando a lycra amarela de líder do campeonato, Ítalo Ferreira (10,06) ficou em segundo lugar na sua bateria, mas garantiu vaga na terceira fase ao superar o compatriota Caio Ibelli (9,73) e ficar atrás apenas do havaiano Ezekiel Lau (10,57).

Gabriel Medina (13,70), atual campeão mundial, ficou à frente dos australianos Ryan Callinan (13,00) e Harrsion Mann (7,87) em sua bateria, enquanto Yago Dora (10,10) ganhou do australiano Wade Varmichael (8,04), mas perdeu para o neozelandês Ricardo Christie (11,83).

Pelo novo formato de disputa da primeira fase das etapas do Circuito Mundial nesta temporada, os dois melhores surfistas de cada bateria de três competidores avançam direto para a terceira fase, enquanto o último colocado cai para a repescagem.

Na primeira etapa do ano, Ítalo levou a melhor com um show de aéreos e belas manobras e passou a liderar o circuito no ano que define os classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, na estreia do surfe em uma edição da Olimpíada. No final do ano, os dois brasileiros mais bem ranqueados vão carimbar a vaga na competição.

O prazo para a competição terminar vai até o próximo dia 27 e a previsão de ondas para os primeiros dias na Austrália não é das mais animadoras. A tendência é a de que o evento ocupe boa parte da janela de disputa, aguardando melhores condições para o final do período. Vale lembrar que Bells Beach tem fundo de pedra, água gelada e ondas para a direita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.