Jéssica Aquino/Estadão
Jéssica Aquino/Estadão

Medina pede ajuda para as vítimas da enchente em São Sebastião

Primeiro brasileiro campeão mundial de surfe quer doações para os moradores da cidade em que vive: 'Muitas famílias perderam tudo'

O Estado de S. Paulo

25 de dezembro de 2014 | 13h09

Após festejar o título do Circuito Mundial de Surfe, Gabriel Medina levou um susto com os estragos causados pela enchente em São Sebastião, principalmente na praia de Maresias, onde mora, no litoral paulista. Preocupado, o mais novo ídolo nacional pediu ajuda para as vítimas da enchente através das redes sociais.

"A situação aqui em São Sebastião está difícil! Muitas famílias desabrigadas e que perderam tudo! PRECISAMOS DA AJUDA DE VCS! Quem quiser ajudar, estamos precisando de tudo: eletrodomésticos usados, cobertores, alimentos, higiene pessoal e limpeza... Enfim tudo será bem-vindo!", pediu Medina, que também pediu contribuições financeiras para os atingidos pela chuva.

Ao fazer o pedido, com informações sobre a conta bancária a receber as doações, prometeu doar uma prancha autografada. "Conto com você! Para os três maiores depósitos na conta, vou dar uma prancha minha autografada de presente! E o dinheiro arrecadado será revertido para as vítimas desta catástrofe", anunciou.

Medina se tornou o primeiro brasileiro campeão mundial do surfe na semana passada, na tradicional etapa de Pipeline, no Havaí. Com o troféu em mãos, ele desembarcou no Brasil na terça, no Aeroporto de Guarulhos. De lá voltou para sua cidade, na qual estava marcada uma carreata na quarta. Mas, por causa do mau tempo, os festejos foram cancelados.

Tudo o que sabemos sobre:
surfeGabriel Medina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.