Kirstin Scholtz/WSL
Kirstin Scholtz/WSL

Medina quer se recuperar no Mundial de Surfe na etapa do Rio

Paulista revela que foi blindado do assédio do público pelo padrasto

RONALD LINCOLN JR., Estadão Conteúdo

07 de maio de 2015 | 19h13

A quatro dias para o início da etapa carioca do Circuito Mundial de Surfe, o atual campeão Gabriel Medina já está trabalhando para dar a volta por cima após os resultados abaixo do esperado obtidos em duas das três primeiras etapas do Mundial, todas na Austrália. A competição no Rio ocorre de 11 a 22 de maio na praia da Barra, na zona oeste.

Na primeira etapa, Gabriel foi punido por interferência na onda de seu adversário e ficou com o 13º lugar. Em seguida, voltou a ir bem e chegou em quinto. Porém na última, em Margaret River, teve nova baixa, foi eliminado precocemente e ficou com o 25º lugar. "Agora, tenho de correr atrás do prejuízo."

E já começou. "Faço alguns exercícios fora, mas também tenho surfado muito. Realizo duas sessões de surfe diariamente, por algumas horas. Estou me sentindo bem, estou confiante", garantiu. As declarações foram feitas nesta quinta-feira durante a apresentação da terceira temporada de um reality show do Canal Off sobre a vida do atleta.

BLINDAGEM

Padrasto do atleta de 21 anos, Charles Saldanha garantiu que vai blindar Gabriel, para evitar que o assédio dos fãs prejudique o atleta, que quer sair da incômoda 16.ª posição para o topo do ranking. "Alugamos um apartamento perto da praia, vamos ficar em casa. Ele vai ficar preso e eu sou o carcereiro", brincou.

O sucesso obtido com o título mundial estimulou Gabriel a desenvolver alguns projetos pessoais. Em julho, o atleta deve ganhar uma biografia. A expectativa é que, em seguida, seja lançado um documentário que ainda está sendo produzido. 

Ele também revelou que está avançando no projeto de criar um instituto para ajudar jovens atletas do litoral norte de São Paulo. "Não tive essa oportunidade e quero retribuir o que ganhei. Vai ser feito com muito amor. Espero achar novos talentos, porque sei que tem vários no Brasil e muitos deles não têm oportunidade." Esse deve sair em 2016.

Tudo o que sabemos sobre:
surfeGabriel Medina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.