Kelly Cestari/WSL/EFE
Kelly Cestari/WSL/EFE

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Medina vai à semi, mas vê Florence dar o troco em Filipinho e manter liderança

Baterias foram interrompidas na tarde deste domingo por conta do mal tempo

Estadão Conteúdo

09 Outubro 2016 | 13h32

John John Florence vai chegar à penúltima etapa da temporada ainda na liderança do Circuito Mundial de Surfe, mas pode ter Gabriel Medina cada vez mais à sua cola. Os dois avançaram à semifinal da etapa de Hossegor, na França, interrompida na tarde deste domingo por conta do mal tempo. A expectativa é que semifinais e final sejam disputadas na segunda-feira.

O havaiano de 23 anos precisou começar o dia na repescagem, depois de ser batido por Filipe Toledo na quarta fase, no sábado. Filipinho precisava de uma nota 9,97 e fez ainda melhor que isso, recebendo um 10 por um aéreo perfeito, considerado um dos mais altos da história. 

Neste domingo, Florence não se deixou abalar e, na repescagem, bateu o brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho, atual campeão mundial, também por um placar apertado: 10,64 a 10,37. Caio Ibelli foi eliminado pelo australiano Julian Wilson por uma diferença de apenas 0,03 (13,84 a 13,87).

Nas quartas de final, o surfista do Havaí reencontrou Filipinho e dessa vez se saiu melhor. Abriu a bateria com um 6,67, Filipinho respondeu com um 6,00, mas em seguida o mar acalmou. Quando as ondas voltaram Florence voltou a conseguir um 6,67. Filipinho não conseguiu reagir e, com um 5,07 como melhor nota, acabou eliminado. Com a vaga na semifinal, o havaiano garante a manutenção da liderança no ranking.

Medina assistiu a tudo e entrou na bateria seguinte para vencer Wilson com certa folga. Conseguiu duas boas onda, com notas 8,17 e 6,90 e depois apenas marcou o rival, aproveitando sua prioridade nos minutos finais.

Na semifinal, o brasileiro vai encarar Kolohe Andino, dos Estados Unidos, responsável por eliminar Kai Otton, da Austrália, nas quartas de final. Já Florence terá pela frente outro surfista do Havaí, Keanu Asing.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.