Melhor brasileiro, Jorge Zarif sobe para sexto na classe Finn no Princesa Sofia

Quarto colocado na Olimpíada do Rio, Jorge Zarif fechou o terceiro dia do Troféu Princesa Sofia, uma das principais competições da vela, realizada em Palma de Maiorca, na Espanha, como o melhor brasileiro ao subir da sétima para a sexta colocação na disputa da classe Finn.

Estadão Conteúdo

29 de março de 2017 | 21h14

Em seu melhor desempenho em uma das regatas da competição, a sexta, Zarif foi o terceiro colocado - na anterior, ele havia ficado na 12ª posição. Assim, somando os descartes, o brasileiro está em sexto lugar com 39 pontos perdidos. A liderança da classe é ocupada pelo holandês Nicholas Heiner, com 24 pontos perdidos, seguido do turco Alican Kaynar (27) e do estoniano Deniss Karpak (30).

Na classe 470, Geison Mendes e Gustavo Thiesen, que iniciaram o dia em terceiro lugar, fecharam a quarta-feira na sétima posição, após terminarem as duas regatas realizadas em décimo e 13º lugar. Ele estão com 28 pontos perdidos, a 12 dos japoneses Tetsuya Isozaki e Akira Takayanagi, os líderes da disputa.

João Bulhões e Gabriela Nicolino também perderam terreno na Nacra 17, caindo do quarto para o sétimo lugar. Nas três regatas do dia, eles ficaram duas vezes na 17ª colocação e uma na 14ª. Os britânicos John Gimson e Anna Burnet lideram com 28 pontos perdidos, 44 a menos do que os brasileiros.

Essas três classes são as únicas com velejadores do País nas dez primeiras colocações. Robert Scheidt e Gabriel Borges estão com desempenho modesto na 49er, apenas em 19º lugar, atrás até mesmo dos compatriotas Carlos Robles, espanhol que alterou a sua nacionalidade esportiva, e Marco Grael, na 14ª colocação.

Tudo o que sabemos sobre:
vela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.