Melhores do mundo dão clínica no Bom Retiro

O Estádio Municipal de Beisebol Mie Nishi, localizado no bairro do Bom Retiro, zona central da capital, viveu ontem um dos dias mais importantes em seus 53 anos de história. Representantes da Major League Baseball (MLB) dos Estados Unidos compareceram ao local para ministrar aulas para 50 garotos de 14 a 17 anos (categoria júnior), além de jovens talentos da Argentina, Equador, Panamá e Peru. Trata-se do MLB Elite Camp, que já foi realizado na Itália, China, Austrália e Porto Rico. O evento veio ao Brasil graças a uma parceria entre a Major League Baseball International (MLBI) e a Confederação Brasileira de Beisebol e de Softbol.

, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2011 | 00h00

Todos tiveram a oportunidade de aprender técnicas de rebatida, arremesso, defesa, corridas de bases e de recepção com lendas como Barry Larkin, Wally Joyner, Bob Didier, Bruce Hurst e Elias Sosa.

Além dos treinadores da MLB, vários olheiros dos principais times norte-americanos também estiveram presentes em busca dos maiores destaques.

Desde 1999, a MLBI tem organizado clínicas técnicas de alto nível no Canadá, Porto Rico e em vários países europeus, convidando os melhores atletas de cada edição para treinar nas academias MLBI, na Austrália, China e Itália.

Mais de 300 atletas que participaram deste programa acabaram assinando com um time da MLB. Dos países que receberam esta clínica, 108 jogadores estão atualmente com contratos assinados com clubes da MLB, sendo que 14 são brasileiros.

Com transmissão para mais 220 países, os jogos da MLB são retransmitidos em 20 diferentes línguas, incluindo o Brasil, por intermédio dos canais ESPN.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.