Memorial Hermínio Bittencourt conta a história do Grêmio

Museu localizado no estádio Olímpico Monumental é um dos grandes pontos turísticos de Porto Alegre

Andreza Galdeano, O Estado de S. Paulo

25 de maio de 2016 | 10h21

Localizado no estádio Olímpico Monumental, o Memorial Hermínio Bittencourt, homenagem ao presidente do ano da conquista do Hexacampeonato Estadual, em 1968, teve início quando foi inaugurado o Museu Histórico do Grêmio, em 1988. O Estadão fez uma 'visita' pelas salas de troféus do local.

A criação das salas exibindo as conquistas do clube foi o que deu vida ao projeto, com 1.537 peças expostas. A etapa seguinte contemplou um acervo com objetos e painéis para que o torcedor gremista pudesse lembrar cada detalhe da história tricolor. Fechado para uma reestruturação, em 2004 o memorial foi reaberto em comemoração ao Cinquentenário do Estádio Olímpico. Com a estrutura ampliada, hoje o acervo reúne cerca de 2.700 troféus do futebol e de esportes olímpicos. Uniformes, bandeiras, bolas, e diversos matériais que fizeram parte da história gremista estão expostos nas salas, além, de terminais multimídias com vídeos e documentos históricos.  

 

SERVIÇO

Atingindo a média mensal de 10 mil visitantes, o memorial se tornou um dos grandes pontos turísticos de Porto Alegre, visitado pelos torcedores que estão espalhados não só no Rio Grande do Sul, mas pelo Brasil inteiro. O horário de visitação ao público é de segunda à sexta, das 9h às 19h; sábados, das 9h às 17h (entrada até 16:45h) e dias de jogo, das 9h até 15 minutos antes do início do jogo. Sócios e crianças até 11 anos tem entrada livre, demais visitantes pagam R$ 4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.