Menina 'míssil' dos EUA é a sensação no feminino

Melissa Franklin, de 17 anos, é favorita ao ouro em várias categorias, incluindo os 100m e os 200m nado livre Phelps versus Lochte, Estados Unidos versus Austrália; não faltam disputas emocionantes na piscina de Londres

LONDRES, , ALESSANDRO LUCCHETTI , ENVIADO ESPECIAL / LONDRES, LONDRES, , ALESSANDRO LUCCHETTI , ENVIADO ESPECIAL / LONDRES, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2012 | 03h04

LONDRES - Não faltam atrações nas provas femininas de natação. A principal estrela da poderosa equipe norte-americana é Melissa Franklin, de 17 anos, já considerada pelos mais afoitos como a versão feminina de Michael Phelps. Missy, como é chamada pelos amigos, confirmou seus predicados nas seletivas norte-americanas, os US Trials, em Omaha, no Nebraska. Ela vai disputar os 100m e 200m costas, os 100m e 200m livre, e certamente será uma poderosa arma nas equipes de revezamento 4x100m medley e 4x100m e 4x200m livre.

Nos 400m, a recordista mundial Federica Pellegrini é a favorita ao ouro, depois de ter ficado fora do pódio em Pequim. Mas a francesa Camille Muffat corre por fora e representa uma ameaça à medalha da bela italiana.

Na mais longa prova do feminino, os 800m, a britânica Rebecca Adlington tem tudo para chegar ao bicampeonato olímpico e fazer a festa da torcida local, considerando que já nadou três vezes abaixo da desafiadora marca de 8min20 neste ano.

A dinamarquesa Lotte Friis, que defendeu o Corinthians no Maria Lenk, no Rio, é a mais próxima perseguidora de Rebecca.

No nado peito, a norte-americana Rebecca Soni é o nome com melhor currículo. Outra peitista dos EUA, Breeja Larsson, no entanto, já a superou nos US Trials. A japonesa Satomi Suzuki, a australiana Leiston Pickett, a sueca Jennie Johansson e a canadense Jillian Tyler são competidoras de respeito.

Nos 200m peito, Soni também briga pelo ouro, mas a russa Yuliya Efimova é páreo duro.

Um destes dois nomes muito provavelmente estará associado à medalha de ouro nos 100m peito: o da norte-americana Dana Vollmer, campeã mundial, ou o da sueca Sarah Sjostrom logo atrás. Os 200m borboleta é uma prova em que a China conta com dois nomes fortes: Liu Zige e Jiao Liuyang. Enquanto que a torcida local aposta suas fichas na britânica Ellen Gandy.

Stephanie Rice deve botar a Austrália no pódio nos 200m medley. Resta saber em qual degrau. A China novamente comparece com força, com a jovem Ye Shiwen.

Nos 400m medley, Rice briga com a norte-americana Elizabeht Beisel e a britânica Hannah Miley.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.