Meninos da Vila fazem último jogo em casa no Estadual

Caso confirmem a vaga nesta tarde, santistas vão disputar a finalíssima na capital: Pacaembu ou Morumbi

, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2010 | 00h00

O Santos disputa hoje seu último jogo na Vila Belmiro pelo Campeonato Paulista. Se for eliminado, claro, encerrará a participação na competição. Mas, mesmo que avance, não voltará para casa. Embora não tenha anunciado publicamente - para evitar desprezo pelo São Paulo -, a diretoria já decidiu que vai disputar o título, em caso de sucesso nesta tarde, em São Paulo.

Os dois estádios da capital, afinal, comportam bem mais público do que a Vila, que abriga no máximo 16.500 torcedores. O Morumbi pode receber cerca de 60 mil e o Pacaembu, 35 mil.

A cúpula santista não tem dúvidas de que jogar em São Paulo é muito mais rentável. Além da questão da capacidade dos estádios, o público da Baixada não tem lotado as arquibancadas nem para ver as apresentações de gala dos Meninos. Na última quarta-feira, por exemplo, 8 mil assistiram à goleada impiedosa sobre o Guarani por 8 a 1, pela Copa do Brasil. O presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro lembrou que um jogo modesto entre Santos e Rio Claro, pelo Paulista, em pleno domingo de carnaval, garantiu lotação máxima no Pacaembu.

Por isso, em pouco tempo, diz o dirigente, os santistas devem passar a mandar mais partidas na capital do que na própria Baixada. Mas e o problema diplomático com a torcida do litoral? "Vamos dar facilidades a eles", afirma ao Estado. "Quem não quiser se dirigir a São Paulo de carro, por exemplo, terá a opção do ônibus fretado, que vamos disponibilizar", comenta. "E, quem é proprietário de cativa ou sócio, terá privilégios nas numeradas do Pacaembu."

O clube só não definiu se fará a final do Paulista no Morumbi ou no Pacaembu. Se o adversário for o Grêmio Prudente, é praticamente certo que o confronto ocorrerá no estádio municipal. Caso o oponente seja o Santo André, os santistas vão propor dois jogos no campo tricolor, se chegarem a um acordo com o São Paulo em relação ao preço do aluguel. A Vila, no entanto, já está descartada, dizem os dirigentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.