AP Photo/Gemunu Amarasinghe
AP Photo/Gemunu Amarasinghe

Meninos do Javalis Selvagens chegam à Argentina para ver os Jogos da Juventude

Equipe de garotos ficou conhecida mundialmente por ficar presa por duas semanas em uma caverna na Tailândia

Paulo Favero, Estadão Conteúdo

06 Outubro 2018 | 13h30

Depois de horas de espera, finalmente os garotos do time Javalis Selvagens desembarcaram em Buenos Aires para acompanhar os Jogos Olímpicos da Juventude. Os meninos ficaram conhecidos mundialmente após ficarem presos por duas semanas em uma caverna na Tailândia e chegaram à capital da Argentina na manhã deste sábado.

O drama dos jovens foi acompanhado de perto e virou notícia internacional. Com o resgate e o alívio, surgiu um convite para que eles estivessem na final da Copa do Mundo de futebol, na Rússia, mas não foi possível naquele momento por questões médicas. O Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu então convidá-los para acompanhar de perto os Jogos da Juventude.

Os garotos, então, saíram da Tailândia, mas acabaram ficando horas no aeroporto em São Paulo por causa de uma greve de aeroviários que cancelou alguns voos para a Argentina. Quando a situação se normalizou, eles puderam embarcar e foram recebidos em Buenos Aires por Gerardo Werthein, presidente do Comitê Olímpico Argentino, e Leandro Larrosa, CEO do Comitê Organizador dos Jogos.

Por causa de todo atraso e cansaço decorrente da longa viagem, a programação dos 12 meninos ainda não está definida. Eles devem acompanhar a cerimônia de abertura dos Jogos da Juventude, que será às 20h deste sábado. Eles ficarão na Vila Olímpica, mas as atividades deles serão um pouco controladas, a pedido do governo da Tailândia, para evitar um assédio muito grande.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.