Divulgação/MLB
Divulgação/MLB

Mesmo após casos de covid-19, liga de beisebol dos EUA começa no próximo dia 23

MLB terá início com mais de quatro meses de atraso apesar de registrar a contaminação de 31 pessoas

Redação, Estadão Conteúdo

07 de julho de 2020 | 08h17

Com pouco mais de quatro meses e meio de atraso, a temporada do beisebol nos Estados Unidos vai começar no próximo dia 23. Na noite de segunda-feira, a MLB (Major League Baseball) anunciou a tabela da temporada de 2020, que será reduzida a apenas dois meses de duração por conta da pandemia do novo coronavírus. Cada time jogará 60 partidas - ao invés das 162 em um campeonato normal - até o dia 27 de setembro, o que fará com que cada um tenha só seis dias sem atuar nesse período.

O dia de estreia, chamado de "Opening Day", terá dois jogos: o atual campeão Washington Nationals receberá o New York Yankees e, em uma das maiores rivalidades da MLB, o Los Angeles Dodgers - em busca do oitavo título seguido da divisão Oeste da National League - jogará em casa contra o San Francisco Giants.

A confirmação do início da temporada foi divulgada três dias após a MLB anunciar que 31 jogadores e sete membros de comissões técnicas deram positivo para covid-19 nos testes gerais promovidos pela liga durante a retomada dos treinamentos. Foi pouco mais de 1% de contaminados entre as 3.185 pessoas testadas.

As equipes não podem revelar os atletas que deram positivo, mas Delino DeShields Jr., do Cleveland Indians, e Brett Martin, do Texas Rangers, revelaram que estão com a doença. Segundo o protocolo da MLB, qualquer jogador que testar positivo terá que ter resultado negativo duas vezes, com 24 horas entre os testes e sem febre por 72 horas, para estar apto a se juntar a sua equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.