Ayrton Vignola/AE - 11/4/2011
Ayrton Vignola/AE - 11/4/2011

Mesmo mancando, Adriano fala em antecipar estreia

Atacante se recupera da cirurgia no tendão de Aquiles, mas deve treinar no campo em, no máximo, 15 dias

Fábio Hecico, O Estado de S.Paulo

16 de julho de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - Seis pontos de vantagem sobre o Flamengo na liderança do Brasileiro, vitória nos últimos seis jogos, melhor defesa e segundo melhor ataque da competição. A paz reina no Corinthians após início de ano turbulento.

O que está bom, pode ficar ainda melhor. O atacante Adriano, na reta final de recuperação de cirurgia no tendão de Aquiles, esbanja confiança de que pode antecipar o prazo e estrear pelo time no próximo mês.

"Estou voltando, estou voltando", disse o atacante aos jornalistas após o treino de ontem, quando fez caminhada em volta dos campos para aprimorar o passo.

Adriano, visivelmente mais magro, deve iniciar os treinos em campo no máximo em 15 dias. Espera, em pouco mais de um mês, fazer sua estreia.

"Acho que a confiança que o Adriano está esbanjando é por causa da competência dos médicos do Corinthians. São grandes profissionais", disse o também atacante Emerson, amigo pessoal do centroavante. "Eu acredito que ele voltará bem antes."

A confiança do amigo, revelada por Emerson, está estampada no rosto de Adriano. Na sexta, o sorriso durou toda a caminhada - ainda manca, é bem verdade - de cerca de meia hora ao lado do fisioterapeuta Caio Melo.

O futuro camisa 10 gesticulou, brincou, contou piadas. Riu e fez os companheiros rirem. Até com os jornalistas, a quem normalmente evita, ele fez brincadeiras.

Assistir aos trabalhos virou terapia do atacante para se sentir entrosado com o grupo. Não fosse a contusão do dia 19 de abril, ele já estaria atuando.

Fé em Tevez. O presidente Andrés Sanchez revelou, no Pacaembu, que a Juventus tinha oferta maior por Tevez. O Manchester City o desmentiu.

Uma coisa é certa. No clube os dirigentes garantem não temer a concorrência da equipe italiana. "Eu, particularmente, acho que ele vai vir para cá. Ele não quer ir para a Europa", revelou o diretor de Futebol Roberto Andrade. "Nem que seja em janeiro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.