Messi comanda o Barça diante do Arsenal

Messi comanda o Barça diante do Arsenal

Mesmo em Londres, técnico Guardiola garante que time espanhol vai agredir ingleses em jogo pelas quartas de final

, O Estadao de S.Paulo

31 de março de 2010 | 00h00

Comandado pelo argentino Lionel Messi, melhor do mundo em 2009 e sério candidato ao prêmio este ano novamente, o Barcelona visita o Arsenal no Emirates Stadium, hoje, às 15h45 (horário de Brasília), no jogo de ida das quartas de final da Copa dos Campeões. E um número em especial reflete a grandeza do confronto. A partida reúne mais de 20 jogadores (entre titulares e reservas) que devem estar na Copa do Mundo da África do Sul. Daniel Alves é o único brasileiro do Barcelona. Do lado do Arsenal, não há representantes do país pentacampeão do mundo.

Ingleses e espanhóis reeditam a final de 2006, vencida pelo Barça, em Paris, com gol do brasileiro Belletti. Após passar pelo Stuttgart na fase anterior, o atual campeão do torneio promete manter sua característica de jogo e ser ofensivo, mesmo fora de casa, para buscar o bicampeonato. Messi, terror dos adversários, é a maior esperança do time catalão. "Ele é de outro planeta", disse Arséne Wenger, treinador do Arsenal. "O que ele faz é tão belo que se torna arte. Nunca vi alguém fazer tudo o que ele faz nesta idade (22 anos)."

Guardiola, técnico do Barça, não vai contar com Iniesta, que se machucou sábado, na vitória por 1 a 0 sobre o Mallorca, pelo Campeonato Espanhol. Fábregas, um dos astros do Arsenal, está machucado e é dúvida. "Avaliaremos a situação novamente amanhã (hoje)", avisou Wenger. "Confiamos na nossa capacidade e vamos responder às expectativas dos torcedores."

Outra atração é o atacante francês Thierry Henry, que volta ao campo onde se consagrou mundialmente. Foi no Arsenal que ele atuou por oito temporadas e conquistou três títulos ingleses. "Será estranho. Tenho uma longa história no Arsenal", disse. "Reencontrar a casa que foi minha por oito anos será especial. Mas no campo isso não tem importância. Tenho de jogar e dar o máximo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.